Desde a adolescência tenho um comportamento que volta regularmente, sem que eu perceba e apenas recentemente me dei conta dele: é deixar de usar algo com medo de perdê-lo, ou ele quebrar, ou não puder contar com ele no futuro, por qualquer motivo.

Já foi assim com uma agenda eletrônica nos anos 1990 (e se eu colocar muita informação nela e ela quebrar?), com relógios e canetas mais caros, com roupas, meus canivetes de coleção e com coisas que nem lembro mais. 

É interessante que não sou assim com a maioria das coisas; não tenho nenhum problema em colocar meu carro para “bater” , não tenho preocupação em perder ou quebrar ou celular (mas, sim, tenho medo  de que acessem minha bancária) e uso meus fones de ouvido sem dó, por exemplo.

Esse comportamento fica evidente quando, ao conhecer e começar a usar um aplicativo ou serviço novo, minha primeiríssima preocupação sempre é “Por quanto tempo será esse serviço vai existir? E se eu começar a usá-lo e o desenvolvedor abandonar o mesmo?”.  Isso já aconteceu, de um aplicativo que eu usava (esporadicamente) ser abandonado, mas o impacto foi zero.

Meu foco atual são os serviços de blog e, de novo, volta a preocupação em selecionar e começar a utilizar algum desses sites e perder tudo caso deixem de existir! O micro.blog, o omg.lol, o bearblog, o mataroa, o pika e vários outros, são todos projetos “indie”, fundados e mantidos por apenas um desenvolvedor, ou por uma equipe muito pequena. Dessa forma, a escolha por deles deixa de ser apenas técnica - as features de cada um, mas também uma aposta em qual deles vai durar mais.  A questão é que eu não escrevo nada com regularidade e é muito improvável que eu comece agora; a preocupação com a “perda” não é justificada. Para minimizar o risco, bastaria eu ter todas postagens salvas em um aplicativos de notas, mas….

… quando eu olho para trás eu vejo textos guardados e espalhados no Ulysses, no iA Writer, no Simplenote, agora no Upnote etc etc…. Todos esses aplicativos continuam por aí - eu é que não consegui ser fiel a um só - “e se eu usar o Ulysses e depois não tiver mais iPhone nem acesso a um Mac??? Melhor então escolher um que seja multiplataforma”. 

Já ví no Reddit outras pessoas questionando desenvolvedores sobre a expectativa de longevidade de seus produtos, ou seja, esse medo da perda não é exclusividade minha. Me dando conta disso, agora é pesquisar sobre o assunto e conversar com minha terapeuta.

Enquanto isso, serviços que eu espero que durem muito:

  • Todoist
  • WorkFlowy
  • Day One
  • iA Writer
  • UpNote
  • Blog? Ainda não me decidi.