A discussão iniciada pelo Manton Reece (criador do micro.blog), sobre o motivo da sua plataforma ser tão desconhecida surgiu no exato momento em que estou me questionando sobre continuar ou não com este serviço (algumas postagens sobre isso neste link).

Os comentários apresentam opinões muito interessantes sobre o posicionamento do micro.blog, por exemplo:

  • Archimage - “maybe because you’re positioned as a micro blogging platform and not a social network? Dunno.”

  • moonmehta: - “I suspect it has something to do with the fact that there’s no free posting option here. I know we can add any RSS feed as a source but that’s pretty complicated and also hidden for users are large.”

  • vladcampos@mastodon.social: - “But one thing I can say is that you have a very niche product there. The decision to not have engagement features makes Micro.Blog pretty isolated from the rest of the Fediverse. Despite loving all the amazing the work you’ve done there, I left Micro.Blog 😞 because engagement is very important to organic community growth.”

  • Denny: - “As someone who appreciates simplicity, gentleness and slowness I love the vibe of micro.blog. But it’s a sharp contrast to the larger internet. Even though you’ve made great efforts to embrace the open web and federation micro.blog has the vibe of a cul-de-sac. I often see threads and thoughts here, and again, a vibe, that oh, we don’t need or want the stuff other networks have. A rejection of certain kinds of engagement and discovery. Those are things that many people want, that help make a network sticky.”…”I generally prefer the vibe of Mastodon because it feels more social, more lively, more interesting.”

A resposta do Manton deixa claro seu direcionamento para o futuro do micro.blog: “Still no plans for likes or re-posts, though. 🙂”

Eu concordo com todos os pontos colocados acima; o micro.blog é uma plataforma de blog misturada com uma rede social mais restrita, e isso acaba confundindo os potenciais usuários; assim com o vladcampos, meu relacionamento com o micro.blog é de idas e vindas; em se tratando de rede social, passo a maior parte do tempo no X e no Mastodon - é onde estão as pessoas e empresas que sigo e com as quais consigo interagir; em se tratando de blog, me questiono se não preciso de algo mais básico e simples - apenas escrever e postar, sem me preocupar com configurações, temas e plug-ins.

Mais de um comentário mencionou que o micro.blog atende a um “nicho” do mercado; eu acho que, na realidade, tanto o micro.blog quanto o omg.lol atendem a dois nichos simultaneamente: tecnológico (pessoas com conhecimento técnico e desejo de colocar a mão na massa com as configurações) e cultural (norte-americanos e europeus ocidentais). Potenciais usuários, fora desses nichos, se sentem deslocados e não permanecem.